Quem Somos

Igreja Japao

Universal no Japão

No Japão a Universal está presente desde 1995, a primeira província a receber a Igreja foi a de Gunma-ken, em 12 de fevereiro de 1995, como lembra o pastor Kobayashi, na época obreiro.

Pr-Kobayashi

“Eu morava em Saitama, e sentia muita falta da Igreja, pois frequentava no Brasil. Certo dia resolvi ligar para a Rádio Copacabana, a secretária me atendeu e eu disse que era um obreiro, estava no Japão, e gostaria muito que aqui tivesse uma Universal, deixei meus dados, e na mesma semana o bispo Natal Furucho, na época pastor, entrou em contato comigo. Algum tempo depois, ele veio para o Japão e então começou o trabalho aqui”, lembra o pastor.

A Universal chegou a Hamamatsu no mesmo ano, em novembro de 1995, foi a resposta para as orações de muitas pessoas que moravam na região. Alice Kanashiro lembra bem dessa época.

Pastora-Alice-Kanashiro

“Frequentava a Universal no Brasil e quando vim para o Japão, foi muito difícil ficar longe da Igreja, algum tempo depois encontrei um casal que também eram membros da Igreja no Brasil e a partir daquele dia sempre nos reuníamos para fazer orações, o nosso pedido era sempre o mesmo, que tivesse uma Igreja aqui em Hamamatsu. Em 1995 abriu a primeira Igreja em Gunma, logo após em Saitama e em seguida em Hamamatsu, a partir de então a Universal foi crescendo, novas igrejas foram abertas e muitas pessoas tiveram a oportunidade de conhecer a Deus. Hoje o trabalho é maravilhoso, mas não estamos satisfeitos, sei que pode crescer ainda mais,” conta Alice.

Vinte e um anos depois, a Igreja Universal no Japão tem prestado um importante trabalho de ajuda espiritual no país, hoje são 19 igrejas, dezenas de núcleos de oração e um único objetivo, levar a Palavra de Deus àqueles que necessitam.

O primeiro pastor Japonês

IMGpastor

Hideaki conheceu o trabalho da Igreja Universal em 1998, desde então sua vida mudou em todos os sentidos. “Cheguei na Igreja com problemas na vida sentimental, era triste, nervoso e sentia um vazio interior. Meus pais se separaram e por isso a família ficou dividida. Não havia diálogo na família, além disso, havia os vícios de cigarro, álcool e jogos de pachinko (jogos de azar). Quando cheguei na Igreja, aprendi que através da fé minha vida poderia mudar, e após ter um encontro com Deus, tudo mudou. Hoje sou uma pessoa feliz, graças a Deus tenho uma nova vida e por isso a entreguei no altar para servi- Lo”, conta.

Esse é o objetivo da Igreja Universal desde o princípio, levar a Palavra de Deus a todos os que necessitam de auxílio espiritual.